segunda-feira, 16 de abril de 2012

Músicas que Marcaram a Minha Vida - JAIR PIRES

Inaugurando a série Músicas que Marcaram Minha Vida falarei a respeito do grande cantor Jair Pires, cujos hinos foram companhia constante durante a minha infância. 




Minha primeira lembrança é de uma fita K7 que meu pai tinha contendo alguns hinos do Jair. Lembro especialmente de uma vez, em que íamos visitar meus avós maternos no interior de Barracão-PR e no carro íamos ouvindo Alma cansada", "Igreja velha", "Homem rico", entre outros belos hinos. Foi ali que aprendi a gostar da boa música evangélica. 

Depois quando da troca da tecnologia da fita K7 para o CD passei anos sem ouvir o Jair Pires, mas por volta de 2005, já na minha adolescência consegui fazer o download de algumas canções através da internet, foi uma volta ao passado com força total! 



Biograficamente falando, os dados sobre esse memorável cantor são escassos na internet. Mas pelo que pude apurar Jair Pires cantou durante os anos 1960 em dupla com a cantora Hosana. Depois dessa primeira  fase ele também formou dupla com seu irmão Homero Silva, Os Galileus. 


Após desfazer a dupla Os Galileus, Jair Pires tornou-se cantor solo, tendo gravado pela antiga gravadora Bandeira Branca. Nos anos seguintes (décadas de 80 e 90) Jair gravou sozinho muitos hinos clássicos como O homem rico e Folha seca. Músicas tão marcantes que mesmo sem estar atrelado a nenhum grande gravadora tornaram-se sucessos entre o público evangélico.

Ao longa da sua vasta carreira Jair Pires gravou 70 discos, incluindo aí discos solos e em dupla.

Segundo artigo da Efrata Music, "Além da música, Jair Pires tentou a vida pública candidatando-se a vereador em 1988, pelo antigo PDC, pelo município de Nova Iguaçu, no Rio, numa chapa que reunia ainda os cantores Otoni de Paula e Carlos de Oliveira, obtendo pouco mais de 600 votos".

Em 2007 Jair Pires sofreu um AVC e para facilitar o tratamento mudou-se do interior de São Paulo para a região serrana do Rio. Em 2008 Jair Pires precisou se submeter a uma cirurgia para retirada de um coágulo sanguíneo, mas após uma longa e lenta recuperação acabou vindo a falecer, na data de 13/03/2008.

Aqui o "Top Ten" dos hinos clássicos desse cantor que afirmo com certeza terem marcado a minha vida:

O Pecado não dói
O Homem Rico
Folha seca
Essa vida não é minha
Bate Coração
O homem rico ficou mais rico
Com tua mão segura
Ungido de Deus
Coragem
Voa passarinho...

Não está em ordem de importância ou gosto, pois fica difícil decidir qual marcou mais, afinal são todos belíssimos!

Nenhum comentário: